Vendedor de automóveis condenado por homicídio qualificado

O homem que atropelou e matou conhecido, depois de uma discussão acesa na Maia, foi condenado a 15 anos de prisão.

O arguido, de 21 anos, estava preso preventivamente á ordem deste processo, foi condenado por homicídio qualificado e condução sem carta. Pelo homicídio, o homem foi condenado a 14 anos e oito meses de prisão e pela condução sem carta a oito meses de prisão, fixando-se o cúmulo jurídico em 15 anos de reclusão.

A vítima era o companheiro da sobrinha do homicida e em tribunal este afirma que apenas queria pregar um susto ao homem e não matá-lo.

Notícias relacionadas