Associação Terra Solta procura novo espaço para se instalar

As obras do Terminal Intermodal de Campanhã (TIC) vieram tirar a Associação Movimento Terra Solta (AMTS) do local onde se encontra há 10 anos. Assim sendo, precisa de um novo espaço para dar continuidade ao trabalho comunitário e pedagógico que envolve uma horta biológica, um viveiro, workshops, concertos e uma orquestra comunitária.

A comunidade está instalada em Campanhã, muito perto da rotunda que dá acesso à VCI. Assim que as obras nessa área iniciarem, restarão apenas as memórias de miúdos e graúdos a sujar as mãos na terra debaixo do sol para, depois disso, sentados em torno de uma mesa a partilharem uma refeição com ingredientes vindos da horta, a trocarem experiências e conhecimentos e, para finalizar, a tocarem músicas tradicionais portuguesas.

Vítor Parati, presidente da direção da Terra Solta assume que “éramos para ter deixado isto em Novembro, mas pedimos mais tempo, porque sabíamos que as obras tão cedo não iam entrar aqui”

Desde então que a associação tem procurado empresas ou instituições, sejam elas privadas ou públicas, incluindo as juntas de freguesia mais próximas, que pudessem ceder-lhe um terreno onde se alojar para poder continuar com as atividades.

O responsável evidencia que “a Junta do Bonfim quer muito que a gente vá para lá, mas não tem terreno”. A par disto, indica, também, que “no final de Fevereiro, havia um terreno “em vista”, mas estava longe de ser um acordo garantido, visto ser “terreno de família”.

FONTE. Público

Notícias relacionadas