Centro Histórico do Porto Com Vida

A Câmara do Porto vai celebrar o seu Centro Histórico com um conjunto de atividades na última semana do mês, de 25 a 31 de março, onde se vai mostrar as colaborações com diferentes agentes sociais que se têm vindo a desenvolver durante estes tempos difíceis.

Esta é uma iniciativa organizada pela empresa municipal Porto Vivo, SRU (Sociedade de Reabilitação Urbana do Porto).

Com o slogan “Gostava que estivesses aqui!… no Porto Património Mundial”, esta semana dedicada ao coração da cidade Invicta, arranca no dia 25 de março com a inauguração de uma exposição intitulada “Interweaving” (entrelaçamento), com autoria de Patrícia Brito, uma artista portuense.

A exposição será exibida na fachada das instalações da Porto Vivo, na Rua de Mouzinho da Silveira, com ainda a amostra de um vídeo de André Tentúgal.

No primeiro dia do evento será ainda lançada uma visita virtual, “Da Sé à Ribeira”. Um guia pelo Centro Histórico do Porto, a 360 graus, que convida tripeiros, portuenses, portugueses e turistas a irem á (re)descoberta da cidade invicta.

Centro Histórico do Porto – Coração da Cidade Invicta

O dia 28 de março é marcado pelo lançamento do livro “Gostaria que estivesses aqui!”, que é o resultado de uma iniciativa de vários estabelecimentos de ensino do Proto, que decorreu durante o ano letivo de 2019/20. Este livro foi editado pelo Museu da Cidade do Porto.

O programa encerra com a apresentação, em formato webinar (seminário online), do Plano de Gestão e Sustentabilidade para o Centro Histórico do Porto: “Centro Histórico do Porto, Ponte Luiz I e Mosteiro da Serra do Pilar”.

O webinar chama-se: “Gostaria que estivesses aqui… a pensar no Centro Histórico do Porto”, às 9h30, com inscrição prévia. Com intervenções relevantes dos vereadores Pedro Baganha e Ricardo Valente, da administradora da SRU, Raquel Maia e do arquiteto Rui Loza, que dirige o Plano de Gestão e Sustentabilidade do Centro Histórico do Porto.

Com este projeto, o Centro Histórico do Porto depois de tanto tempo adormecido, vai ter um novo batimento que já há muito parece perdido nas ruas da cidade que tem tanto de nós.

FONTE: Porto.

Notícias relacionadas