Vladimiro Feliz é candidato à Câmara Municipal do Porto

O antigo vice-presidente da Câmara Municipal do Porto Vladimiro Feliz é o candidato do PSD a esta autarquia, anunciou nesta terça-feira, Rui Rio, o presidente do partido.

O presidentes dos sociais democratas afirmou que “o meu candidato é este e todos acreditaram porque neste eu confio, é um homem confiável, um homem que conhece bem a cidade do Porto, um homem que conhece bem a Câmara Municipal do Porto e um homem leal”. A par de Vladimiro Feliz, há mais 50 indivíduos candidatos às autárquicas homologados pela direção nacional.

Vladimiro Cardoso Feliz tem 47 anos, nasceu no Porto e é licenciado em Engenharia Mecânica, opção de Gestão da Produção, pela Universidade do Porto. Iniciou a atividade profissional no Instituto Eletrotécnico Português na área de pré-venda e foi engenheiro de programa na OGMA — Indústria Aeronáutica de Portugal.

Atualmente, desempenha as funções de diretor de Sistemas de Informação e de responsável da Área de Smart Cities no Centro de Engenharia e Desenvolvimento (CEiiA), em Matosinhos.

É ainda presidente da secção de `Smart Cities´ da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações (APDC) e membro do Conselho Editorial da i9Magazine.

Contudo, foi presidente executivo da Fundação para a Divulgação das Tecnologias de Informação. Desde 2006 até 2013 foi vice-presidente da Câmara do Municipal do Porto onde exerceu várias funções nesta autarquia portuense, bem como, diretor municipal de Sistemas de Informação, vereador da Educação, Juventude e Inovação, do Ambiente e Serviços Urbanos, do Turismo, Inovação e Lazer e tutelou o Gabinete de Estudos e Planeamento.

Para além destas funções, foi ainda administrador delegado da Fundação Porto Social, presidente do conselho de administração da Associação Porto Digital, da Direção da Associação de Turismo do Porto e do conselho de administração da PortoLazer EM.

As eleições para os cidadãos escolherem a configuração de executivos municipais, assembleias locais e juntas de freguesia têm de ser marcadas pelo Governo para entre 22 de setembro e 14 de outubro.

Notícias relacionadas