Maia aposta na reciclagem

Nos oito municípios LIPOR, a aposta corresponde a um crescimento de mais de 8% de materiais entregues para reciclagem, de 2019 para 2020.

Em 2020 a LIPOR registou um crescimento de 8,03%, relativamente a 2019, no que diz respeito às toneladas de materiais entregues para reciclagem nos Ecopontos, Ecocentros e Zonas de Recolha Seletiva Porta a Porta.

A aposta que o município da Maia tem vindo a desenvolver, juntamente com os restantes sete associados LIPOR, pretende maximizar e incrementar a quantidade de materiais a enviar para reciclagem. Uma aposta que tem dado frutos que se traduzem nos valores acima revelados.

No que diz respeito aos biorresíduos recolhidos seletivamente em 2020, houve um decréscimo de 12,76% comparativamente a 2019, justificado pelo encerramento total ou parcial da restauração ao longo do ano, fruto do contexto pandémico.

Verificou-se, ainda, um decréscimo de 1,94% na produção global de lixo, no mesmo período de tempo, que, no entanto, não acaba em aterro sanitário. A LIPOR aproveitou todo o seu potencial na sua Central de Valorização Energética.

Os produtos LIPOR, nomeadamente os recicláveis, papel e cartão, plásticos, vidro e metais, o Composto Orgânico Nutrimais e a Energia Elétrica exportada, tiveram um impacto positivo na redução de emissões para a atmosfera noutros setores económicos

FONTE: Notícias Maia

Notícias relacionadas