Repórter da TVI agredido pelo empresário Pedro Pinho

A Guarda Nacional Republicana (GNR) abriu um processo de inquérito à atuação dos militares que estavam no jogo do Moreirense e FC Porto. 

A atuação da Guarda surgiu na sequência de um pedido de auxílio por parte de um operador de câmara de um órgão de comunicação social, tendo, nesse alinhamento, identificado os intervenientes na situação e os factos terem sido remetidos para o Tribunal Judicial de Guimarães.

Mediante as “dúvidas levantadas no espaço público”, que, segundo o comunicado, colocam em causa a atuação da Guarda, foi aberto o inquérito de forma a esclarecer as circunstâncias inerentes à atuação dos militares.

Em causa está a agressão de um repórter de imagem da TVI por parte do empresário Pedro Pinho. Na quarta-feira a GNR já tinha esclarecido, em comunicado, que o militar que estava no local auxiliou o repórter de imagem assim que se apercebeu do pedido de ajuda. 

Notícias relacionadas