Bosch entra em ‘lay-off’ devido à escassez de semicondutores

A Bosch em Braga, anunciou hoje, que a partir de segunda-feira vai entrar em ‘lay-off’ devido à escassez de semicondutores, garantindo a retribuição “de 85% do rendimento ilíquido mensal” dos trabalhadores afetados.

Em comunicado, a Bosch Car Multimedia Portugal, disse que esta medida vai abranger os colaboradores da área de produção e de áreas de apoio, no período de 10 de maio a 9 de junho deste ano.

“Procurando minorar o impacto desta medida na vida dos colaboradores e suas famílias, a Bosch irá garatir a retribuição de 85% do rendimento ilíquido mensal aos colaboradores afetados, indo além dos dois terços previstos na lei”, assegurou a empresa.

Estes ‘lay-offs’ podem ser justificados pela pandemia global do COVID-19 que interrompeu a produção da empresa.

Sublinhando que “tem sido fortemente afetada pela escassez mundial de fornecimneto de componentes eletrónicos, nomeadamente semicondutores, que se tem agravado no segundo trimestre de 2021”.

A Bosch explicou ainda que o agravamento da pandemia trouxe como “consequência paragens prolongadas de produção na Bosch em Braga, sendo que face a estas, a empresa decidiu recorrer ao ‘lay-off’ do Código de Trabalho, procurando com esta medida preservar os postos de trabalho”.

A administração da Bosch Car Multimedia Portugal, apesar do impacto negativo que a escassez de produtos está a ter no negócio, afirma já ter novos produtos e tecnologias planeadas para serem lançadas, estando expectante do crescimento e sustentabilidade da mesma para os próximos anos.

Segundo a empresa, “os colaboradores foram informados atempadamente”.

FONTE: Lusa/Sapo

Notícias relacionadas