Professor da FDUP não dá enunciado de exame a aluna por esta estar “muito destapada”

Uma estudante de Direito da Universidade do Porto (FDUP) foi impedida de realizar um exame de recurso porque o professor considerou que estava “muito destapada”.

O professor recusou-se a entregar o enunciado do exame.

O episódio, que se deu na sexta-feira, foi denunciado pelo núcleo da HeForShe da FDUP. O núcleo descreve a situação como “mais um triste episódio de machismo na academia”.

A estudante ainda colocou o braço no ar mas só depois de um colega alertar para a situação o enunciado foi entregue.

O caso chegou à Associação de Estudantes da Faculdade que repudiou a situação, considerando que o professor universitário teve um comportamento de discriminação, desrespeito e sexismo.

Os alunos pediram explicações à direção da Faculdade de Direito que, em resposta indica que instaurou já um processo de averiguações aos factos reportados. 

Mais acrescenta que esta é uma faculdade pública  sujeita à Constituição  onde não podem ter lugar quaisquer diretrizes filosóficas, estéticas, políticas, ideológicas ou religiosas.

O docente arrisca agora uma sanção disciplinar.

Notícias relacionadas