PJ deteve grupo que introduzia droga na Europa a partir do Porto de Leixões

A Polícia Judiciária (PJ) deteve três estrangeiros suspeitos de pertencerem a uma rede que usava Portugal como plataforma logística para fazer entrar em território europeu cocaína proveniente do continente americano, através do Porto de Leixões, foi hoje divulgado.

Segundo divulgou a Diretoria do Norte da PJ em comunicado, os suspeitos são “tidos como membros de uma rede” que usava Portugal como plataforma logística para fazer entrar em território europeu a cocaína proveniente do continente americano.

O “grupo criminoso” fundara uma empresa em Portugal, liderada por uma mulher de 79 anos, alegadamente para comercializar artigos importados da América Central, criando um conjunto de infraestruturas necessárias ao processo, sendo a droga dissimulada nos contentores de transporte marítimo desalfandegados no Porto de Leixões, em Matosinhos, no distrito do Porto, explicou a força policial.

A operação policial decorreu na região de Vila Real e foram apreendidos 15 quilos de cocaína.

Os detidos, dois homens de 26 e 60 anos e a mulher de 79 anos, de nacionalidade estrangeira, estão em prisão preventiva, a medida de coação mais gravosa, referiu a PJ, através da Diretoria do Norte.

Na nota de imprensa, a PJ sublinhou que a ação policial decorreu “recentemente” na região de Vila Real, sendo o resultado de uma investigação desenvolvida há mais de um ano.

A ação contou com a colaboração da Polícia Nacional e da Guardia Civil de Espanha e dos Serviços Alfandegários da Autoridade Tributária e Aduaneira, acrescentou.

Para além dos 15 quilos de cocaína, foram apreendidos dois automóveis, dinheiro e diversos artigos relacionados com a atividade ilícita.

Fonte: LUSA

Notícias relacionadas