Jorge Fonseca conquista a primeira medalha para Portugal!

Hoje de manhã, o bicampeão do mundo e número dois do ranking na categoria de -100kg tinha inviabilizado a hipótese de alcançar a final, após sair de derrotado no combate duro e renhido com o sul-coreano Cho Guham (não resistindo a um waza-ari, a 15 segundos do fim).

No entanto, o quarto combate do dia deu a medalha tão desejada a Jorge Fonseca e a Portugal, que fica assim com o seu primeiro bronze averbado no Japão. “Estou muito feliz, queria muito esta medalha. Não consegui o objetivo, que era o ouro, trabalho para o ouro todos os dias, mas estou feliz com o bronze. Agora, é trabalhar três anos para ganhar o ouro nos próximos Jogos”, declarou o judoca, após o combate.

Inegavelmente radiante com o bronzes, entre loas ao País, mandou também “um grande beijinho” para os responsáveis das marcas desportivas “Adidas” e “Puma”, que, diz o atleta, não confiaram na sua aptidão e lhe disseram que “não tinha estatuto para ser patrocinado”.​​​​​ “Mas eu sou bicampeão do mundo e ganhei uma medalha de bronze nos Jogos Olímpicos”, regozijou.

Após a conquista de dois títulos mundiais, os primeiros da história do judo português, depois de uma medalha de bronze nos Europeus, o judoca do Sporting (que no Rio2016 tinha sido 17.º classificado), assegurou a sua primeira medalha nos Jogos Olímpicos, pontuando para waza-ari a 39 segundos do fim.

O historial português amealha agora quatro medalhas de ouro, oito de prata e 13 de bronze, três das quais no judo. Telma Monteiro (-57 kg) no Rio2016, Nuno Delgado (-81 kg) em Sydney2000 e este ano Jorge Fonseca em Tóquio.

Notícias relacionadas