Procissão das Endoenças retorna a Entre-os-Rios

Esta quinta-feira à noite, as margens dos rios Douro e Tâmega, em Penafiel e Marco de Canaveses vão ser iluminadas com aproximadamente 50 mil velas para a Celebração das Endoenças e a procissão do Senhor dos Passos.

Este evento está de regresso à origem após os dois anos de pandemia, que decorreram de forma condicionada. Conta-se com milhares de fiéis na celebração religiosa de Quinta-Feira Santa, por volta das 20 horas, na Igreja Paroquial de Santa Clara do Torrão, a Missa da Ceia do Senhor. Às 21 horas começa a procissão do Senhor dos Passos, caminho até à Capela de S. Sebastião, em Entre-os-Rios, onde dará lugar o “Sermão do Encontro” entre Jesus Cristo e Nossa Senhora das Dores.

Já na Sexta-Feira Santa, por volta das 15 horas, a Procissão do Enterro do Senhor cumpre o percurso inverso, de regresso à Igreja Paroquial de Santa Clara do Torrão, no Marco de Canaveses.

Esta tradição, que já leva séculos, das Endoenças de Entre-os-Rios foi classificada em 2015 pelo Município de Penafiel e alistada no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial.

Segundo a tradição católica, as Endoenças são uma referência à Sexta-Feira Santa, dia de bondade na Península Ibérica, no qual era dado o perdão aos fiéis. Com o passar do tempo, este conceito mudou para o dia anterior, a Quinta-Feira Santa.

À semelhança de anos anteriores, pré pandemia, as Câmaras Municipais do Marco de Canaveses e de Penafiel contribuíram com mais de 50 mil tigelinhas que vão iluminar as margens dos rios Tâmega e Douro durante a celebração das Endoenças.

Uma fonte do município penafidelense menciona que, “Com mais de 300 anos de história, este evento de cariz religioso acontece todos os anos na Quinta-Feira Santa e leva milhares de pessoas às margens dos rios Tâmega e Douro, que se deixam fascinar por um espetáculo de luz que ilumina por completo as encostas da região”.

Notícias relacionadas