PJ detém homem suspeito de matar a mulher em Ponte de Lima

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem de 42 anos por estar “fortemente indiciado” de matar a mulher a tiro na Correlhã, em Ponte de Lima, informou hoje aquela força policial.

Em comunicado, a PJ refere que os factos, que ocorreram “em contexto de violência doméstica”, tiveram lugar na manhã do dia 03, “no logradouro da residência onde habitavam o suspeito e a vítima, sua esposa”.

A PJ adiantou que o suspeito, “movido por ciúmes e munido de uma arma de fogo, desferiu vários tiros na esposa, que lhe vieram a causar, ainda no local, a morte”.

“Seguidamente, com recurso à mesma arma de fogo, o suspeito tentou o suicídio, o que não logrou já que foi socorrido e encaminhado para o Hospital de Braga, tendo o seu estado evoluído favoravelmente”, adianta a PJ.

A detenção, efetuada pelo Departamento de Investigação Criminal de Braga, no cumprimento de mandado de detenção fora de flagrante delito emitido pela autoridade judiciária, ocorreu na quarta-feira.

O detido será presente às autoridades judiciárias competentes no Tribunal de Ponte de Lima, para primeiro interrogatório judicial e aplicação de medidas de coação.

No dia dos factos, em declarações à Lusa, o comandante dos Bombeiros Voluntários de Ponte de Lima, Carlos Lima, referiu que o alerta para agressão com arma de fogo foi dado às 09:39.

Ao local compareceram oito operacionais, e quatro viaturas, entre elas, uma Viatura de Emergência Médica (VMER), a SIV, os Bombeiros Voluntários de Ponte de Lima e a GNR.

Por LUSA

Notícias relacionadas