Inaugurado o Museu Municipal da Filigrana de Gondomar

No passado dia 20 de maio, o Município de Gondomar inaugurou o Museu Municipal da Filigrana de Gondomar, na Casa Branca de Gramido, em Valbom. A entrada é gratuita para os residentes do concelho e crianças.

Na cerimónia esteve presente Cecilia Krull, Embaixadora da Filigrana de Gondomar, e Luís Pedro Martins, Presidente do Turismo do Porto e Norte.

Marco Martins, Presidente da Câmara Municipal de Gondomar, agradeceu o trabalho e empenho a todos os que contribuíram para a abertura do museu, nomeadamente com a doação de material. O autarca destacou a aposta que tem sido feita pela Câmara Municipal de Gondomar para preservar a arte e promovê-la turística e economicamente. Marco Martins afirma que “a Filigrana é uma arte por excelência do nosso concelho e por isso não temos poupado esforços na sua valorização. Foi dessa forma que pensamos quando criámos a Rota da Filigrana, que recebeu até agora mais de 20 mil visitantes e onde esperamos receber muitos mais, foi assim com o processo de certificação da Filigrana e ultimamente com a preparação da candidatura a património imaterial. Ao colocarmos a Filigrana no mapa, estamos a colocar Gondomar no mapa”.

Marco Martins referiu ainda que este é um processo para um projeto ainda mais ambicioso: a criação do museu nacional da ourivesaria.

O Presidente da União das Freguesias de Gondomar (S. Cosme), Valbom e Jovim, António Braz, referiu que “a União de Freguesias fica a partir de hoje com mais uma oportunidade de crescimento, ao ver no seu território uma infraestrutura tão importante do concelho”. Luís Pedro Martins, afirmou ainda que o passo que foi dado com a inauguração do museu, “irá atrair mais turistas a Gondomar e será mais um ativo para o turismo da região Norte.”

A exposição conta com cerca de 60 peças e o Município de Gondomar restaurou e inventariou todos os materiais cedidos, a que se juntam outras peças entretanto adquiridas, constituindo hoje a herança municipal patente ao público.

Entre as várias curiosidades do Museu Municipal está uma réplica da Torre de Belém, o Vestido em Filigrana assinado por Micaela Oliveira com o jovem ourives Arlindo Moura, e o Coração Colaborativo, mais conhecido como o Maior Coração de Filigrana do Mundo.

Notícias relacionadas