Câmara Municipal do Porto quer construir uma residência para acolhimento de pessoas em situação de sem abrigo

Devido ao aumento de pessoas sem abrigo durante os anos de 2020 e 2021 na cidade do Porto, a Câmara Municipal quer construir uma residência para acolhimento de cinco pessoas em situação de sem abrigo de longo termo, através do financiamento do Plano de Recuperação e Resiliência.

O vereador da Coesão Social, Fernando Paulo, salientou que o Porto tem “uma forte atratividade” para as pessoas em Situação de Sem Abrigo: “A boa resposta que temos para estes casos faz com que o Porto seja atrativo e é por isso que muitos destes casos são de pessoas naturais de outros concelhos”, referiu.

A Estratégia Municipal para a Integração das Pessoas em Situação de Sem Abrigo do município do Porto pretende “contribuir para a ampliação e qualificação das respostas já existentes e para a criação de novos instrumentos de intervenção”, acrescentou ainda Fernando Paulo.

Ao longo da reunião de segunda feira foram ainda mencionados outros apoios, tais como um apoio de 5 mil euros para a compra de veículos elétricos a instituições de solidariedade que queiram reforçar o apoio domiciliário.

Notícias relacionadas