Igreja de Campanhã – História

Igreja de Campanhã



A Igreja paroquial de Campanhã ou Igreja de Santa Maria de Campanhã situa-se na freguesia de Campanha, cidade do Porto, na rua do Falcão e nas proximidades da Praça da Corujeira e da Estrada da Circunvalação.
Aparecendo ligada à construção do Palácio do Freixo, sendo a Igreja Paroquial do Palácio. Possui imagens do séc. XIV, mas principalmente do século XVIII.
Saqueada e quase destruída em diversas invasões (1809,1832 e 1834) e abandonada depois, esta igreja possui um valor incalculável, em risco de se perder. Sofreu obras de restauro nos séculos XIX e XX (em 1905 a igreja sofre importantes obras gerais de reforma e ampliação).
A Igreja matriz, de uma só nave, de cantaria granítica, possui uma torre sineira do lado direito, a fachada e o lado direito da torre sineira são forrados com azulejo monocromáticos de cor azul. A fachada é de autoria de José Francisco de Paiva.
A Igreja possui uma notável escultura em calcário policromado de Nossa Senhora de Campanha atribuída ao séc. XIV. Além desta imagem destaquem-se igualmente as imagens da Senhora do Rosário, de pedra Ançã, policromada, com 85 cm de altura e que têm características do sécs. XIV/XV e a da Nossa Senhora das Dores atribuída ao séc. XVII. Possui outras imagens de grande valor artístico e cultural, a maior parte delas dos séculos XIX e XX. Destaca-se também, pela sua qualidade artística, a talha dourada da tribuna Altar-mor (séc. XVIII, embora com vários restauros) e um conjunto de painéis pintados representando cenas da vida religiosa.
PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas