PJ do Porto deteve violador. Mãe ignorava as queixas da filha…

Durante quatro anos, uma adolescente, com défice cognitivo, foi violada pelo padrasto em casa, numa freguesia de Penafiel.

Por várias vezes, contou à mãe o que o predador sexual lhe fazia, sempre que a progenitora se ausentava da habitação, mas a mulher desvalorizou todas as queixas da filha, que começou a ser alvo de abusos quando tinha 15 anos.

Há poucas semanas, relatou tudo a uma psicóloga, na escola, e foi de imediato retirada à mãe e institucionalizada. Em casa ficou um irmão menor de idade. A PJ do Porto deteve o violador, um eletricista de 43 anos, e levou-o a tribunal.

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas