Câmara do Porto vai comprar o Campo do Outeiro

A Câmara do Porto vai comprar o terreno do Campo do Outeiro, até aqui alugado ao SC Cruz, para ali instalar um Complexo Desportivo. O novo equipamento municipal vai ser aberto aos clubes da cidade do Porto.

O executivo da Câmara do Porto aprovou, esta terça-feira, a aquisição de um terreno, situado na Rua Fonte do Outeiro (Paranhos), onde está atualmente o Campo do Outeiro – também conhecido como Campo do Cruz – tendo em vista a construção naquele local de um complexo desportivo. O novo equipamento vai acolher todos os clubes portuenses que queiram lá treinar.

Emissão em Direto:

A compra do imóvel no Outeiro desencadeou, durante a reunião pública, uma discussão entre o presidente da autarquia, Rui Moreira, e Álvaro Almeida, vereador sem pelouro pelo PSD.

O vereador mostrou-se preocupado com o futuro do Sporting Clube da Cruz. “A primeira reserva que eu tenho a esta aquisição é exatamente não garantir, de forma clara e expressa, que o Sporting Clube da Cruz continuará a ser o inquilino daquele terreno”, explicou.

Segundo Rui Moreira, “aquilo que a Câmara vai fazer é adquirir o terreno, no sentido de construir ali um campo municipal. Serão garantidos os interesses do Sporting Clube da Cruz, prioritários relativamente a quaisquer outros”, afirmou.

Durante a reunião, Álvaro Almeida questionou várias vezes a existência de um acordo com o clube, ao que o presidente respondeu: “O Sporting Clube da Cruz, posso-lhe garantir, que está de acordo com esta solução e quer esta solução desesperadamente”.

Os custos para a utilização do complexo desportivo foram outra questão abordada durante a discussão. Até aqui, o Sporting Clube da Cruz pagará 150 euros por mês para jogar no campo do Outeiro. “Vai ser isso que ele vai continuar a pagar nas futuras instalações?”, inquiriu o vereador do PSD.

Rui Moreira disse que o clube vai ter de fazer ajustes segundo os regulamentos municipais. De acordo com Álvaro Almeida, este valor ronda os 30 euros por hora.

Segundo o vereador, o clube não tem condições financeiras para suportar esses custos. O Cruz terá cinco horas de treino por dia, o que refletiria custos diários iguais aos que tem por mês.

A proposta do executivo camarário foi aprovada com o voto contra de Álvaro Almeida do PSD. “O que nós estamos a fazer é a comprar um campo de futebol, despejar o inquilino e acabar com o inquilino”, rematou.

A Câmara do Porto já teve outras intervenções em equipamentos desportivos da cidade, como o Parque Desportivo de Ramalde e a Faculdade de Desporto da Universidade do Porto. A iniciativa mais recente envolve o Complexo Desportivo Monte Aventino, cuja gestão foi entregue à Federação Portuguesa de Ténis.

Artigo fonte: https://jpn.up.pt/2018/02/07/camara-do-porto-vai-comprar-campo-do-outeiro/

Segue-nos...

Notícias relacionadas