Militares portugueses voltam a estar debaixo de fogo em África

Os Paraquedistas destacados na República Centro Africana (RCA) estiveram pelo segundo dia consecutivo em combate.

O tiroteio aconteceu esta sexta-feira, na cidade de Bambari. Não há feridos a registar do lado das forças de combate portuguesas.

A força de combate portuguesa foi flagelada quando que se encontrava a patrulhar o centro da cidade.

Dada a dimensão da ameaça, com a existência de barricadas e o efetivo do grupo opositor em grande número e fazendo uso de armas pesadas e lança rockets RPG´s, a partir de posições fortificadas, obrigou os militares portugueses a reagiram em defesa da população.

O grupo armado tinha mais de 100 rebeldes e vieram combatentes de outras regiões pata lutar contra os capacetes azuis. O confronto teve a duração aproximada de sete horas.

Lembre-se que, ainda esta semana, um militar português ficou ferido num outro confronto armado com forças rebeldes no mesmo país.

Notícias relacionadas