Mulher que tentou raptar bebé no Porto quis substituir filho perdido

A mulher que tentou raptar ua recém-nascido no Hospital de São João, no Porto, fê-lo com a intenção de “substituir” o bebé que perdeu em gravidez de risco, há cerca de três meses. 

Segundo avança a imprensa desta sexta-feira, Laura Argentina, de 48 anos, havia dito ao namorado, em novembro, que ia conseguir ter um bebé.

Laura Silva ficou em prisão preventiva, indiciada por sequestro agravado na forma tentada. A mulher que no sábado à noite entrou no Hospital de São João, no Porto, foi interrogada por um juiz, que lhe aplicou a medida mais gravosa.

Pode, no entanto, passar para prisão domiciliária caso reúna condições. Recorde-se que Laura, de 48 anos, nasceu e cresceu numa pequena casa, em Vila Nova de Gaia, onde agora vive um dos seus dois filhos.

A mulher tem também netos menores. Os moradores da rua onde viveu, durante muitos anos, conhecem-na bem e estão incrédulos com a notícia.

“Conheço-a desde miúda, é pacata, educada, nunca causou problemas a ninguém”, disse Carlos Martins, proprietário do café da rua. O homem acredita que a mulher deverá estar com problemas de depressão e apenas isso explica a atitude.

Segue-nos e partilha:
error

Notícias relacionadas