Protestos em Hong Kong deixam Tuna do Porto presa no aeroporto

A Tuna de Medicina do Porto que está em digressão pela Ásia, ficou presa no aeroporto de Hong Kong depois de milhares de manifestantes terem ocupado a principal terminal da infraestrutura em protestos.

Depois de quatro dias em Macau, a tuna que tinha voo marcado às 15h00 para Tóquio, acabou por ficar em terra e sem saberem quando vão  realizar a viagem. ” Chegamos pelas 15h00 locais e pouco depois desse hora soubemos que o voo tinha sido cancelado. Tentamos contactar a companhia aérea (Hong Kong Express) mas sem sucesso”, explicou ao Correio da Manhã José Miguel Alves, um dos elementos da tuna.

Subscreve o nosso canal

Os conflitos decorreram na terminal 1, mas os portugueses estão na 2.

“Só na terminal 1 é que houve conflitos significativos com a policia, pelo menos por agora. Onde estamos o ambiente está bastante calmo. Os manifestantes encontram-se bastante pacíficos perante as pessoas que se encontram no aeroporto à espera de informações do seu voo. Têm oferecido comida a quem perdeu o voo pedindo desculpa pelo incomodo e dando conselhos para os próximos dias”, concluiu.

A polícia já abandonou o aeroporto, os voos foram restabelecidos e manifestantes dispersaram.

Notícias relacionadas