Protestos em Hong Kong deixam Tuna do Porto presa no aeroporto

A Tuna de Medicina do Porto que está em digressão pela Ásia, ficou presa no aeroporto de Hong Kong depois de milhares de manifestantes terem ocupado a principal terminal da infraestrutura em protestos.

Depois de quatro dias em Macau, a tuna que tinha voo marcado às 15h00 para Tóquio, acabou por ficar em terra e sem saberem quando vão  realizar a viagem. ” Chegamos pelas 15h00 locais e pouco depois desse hora soubemos que o voo tinha sido cancelado. Tentamos contactar a companhia aérea (Hong Kong Express) mas sem sucesso”, explicou ao Correio da Manhã José Miguel Alves, um dos elementos da tuna.

Os conflitos decorreram na terminal 1, mas os portugueses estão na 2.

“Só na terminal 1 é que houve conflitos significativos com a policia, pelo menos por agora. Onde estamos o ambiente está bastante calmo. Os manifestantes encontram-se bastante pacíficos perante as pessoas que se encontram no aeroporto à espera de informações do seu voo. Têm oferecido comida a quem perdeu o voo pedindo desculpa pelo incomodo e dando conselhos para os próximos dias”, concluiu.

A polícia já abandonou o aeroporto, os voos foram restabelecidos e manifestantes dispersaram.

Segue-nos e partilha:
error

Notícias relacionadas