Casal amarra mulher a árvore e “arranca-lhe” bebé da barriga

Uma jovem grávida de 23 anos foi amarrada a uma árvore com arame farpado, para depois lhe cortarem a zona do abdómen e retirarem a criança que esperava.

Mara Cristiana da Silva, que já estava à espera de bebé há oito meses, foi encontrada morta esta terça-feira numa zona de mato em João Pinheiro, no Brasil. Os principais suspeitos são um casal que tinha o desejo manifesto de ter filhos.

Angelina Rodrigues e Roberto Gomes da Silva foram detidos depois de chegarem ao hospital com a criança alegando que tinham acabado de ser pais. Os médicos suspeitaram do caso quando a mulher se recusou a fazer exames médicos.

A mulher confessou ter embriagado a vítima para a poder prender à árvore antes de lhe mutilar o útero e “arrancar-lhe” o filho. Roberto nega ter ajudado a mulher a praticar o crime, no entanto, a polícia continua a crer que terá sido um plano delineado a dois e que possivelmente até terá envolvido uma terceira pessoa.

Vários membros da família alegam que Angelina se tornou amiga de Mara Cristiana pouco tempo depois de saber que esta estava grávida.

O cadáver da jovem brasileira foi encontrado amarrado a uma árvore pelo pescoço e com um grande corte na barriga. Já o bebé permanece no hospital, onde está sob vigilância médica, depois de ter sofrido também um corte na cabeça.

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas