Prisão domiciliária para homem que ateava fogo em Gondomar

Um homem, de 40 anos, foi detido pela GNR pelo crime de incêndio florestal na localidade de Zebreiros – Foz de Sousa, em Gondomar.

Em comunicado, a autoridade informa que a detenção foi realizada no dia 30 de julho, após avistarem “um individuo agachado, com um isqueiro na mão direita, a atear um novo foco de incêndio”.

“Após o desembarque do meio aéreo e início da intervenção, às 15h45, no decorrer do combate ao foco de incêndio, os militares do PIPS de Vale de Cambra avistaram nas proximidade um individuo agachado, com um isqueiro na mão direita, a atear um novo foco de incêndio. Os militares da equipa helitransportada abordaram o suspeito tendo sido o mesmo entregue aos militares do Posto Territorial de Medas que efetivaram a sua detenção.”

No decorrer das diligências policiais apurou-se que o incêndio consumiu cerca de 50 hectares.

O detido permaneceu nas instalações da Guarda e foi presente, ontem, dia 1 de agosto, ao Tribunal de Instrução Criminal (TIC) do Porto, onde lhe foi aplicada a medida de coação de prisão domiciliária.

Notícias relacionadas