PJ deteve suspeito de atear incêndio no Porto que matou a sua mãe

Um homem de 36 anos foi detido por suspeita de homicídio qualificado e de incêndio no Porto. O suspeito terá ateado um incêndio na própria casa, o qual veio a resultar na morte da sua mãe de 68 anos que se encontrava a dormir no sótão.

A Polícia Judiciária anunciou hoje a detenção de um homem suspeito de ter ateado, na madrugada de quarta-feira, um incêndio urbano que matou a sua mãe.

Em comunicado, a PJ esclarece que os factos ocorreram na madrugada de quarta-feira, na cidade do Porto, tendo o arguido “provocado o incêndio na habitação, com recurso a isqueiro, num quadro de violência doméstica contra a sua progenitora, de 68 anos de idade, de que resultou a morte da vítima”.

O homem, que sofreu queimaduras e foi transportado ao Hospital de Santo António, está indiciado pela autoria de um crime de incêndio urbano e de um crime de homicídio qualificado na forma consumada.

O detido, de 36 anos, vai ser presente às competentes autoridades judiciárias para primeiro interrogatório judicial e aplicação das adequadas medidas de coação.

Notícias relacionadas