285 mil pessoas na Feira do Livro do Porto





A Câmara do Porto anunciou que a edição deste ano da Feira do Livro recebeu a visita de 285 mil pessoas – mais 35 mil do que no ano passado, em que já tinha sido batido o recorde de afluência desde que o evento passou a ser organizado exclusivamente pelo município.

Emissão em Direto:

Em comunicado, a autarquia conclui que o número de visitantes é a prova que foi “acertada a aposta na estabilização da vertente comercial e no reforço das vertentes recreativa e cultural”. Dedicada, este ano, a Sophia de Mello Breyner Andresen, a feira representou um investimento de cerca de cem mil euros e contou com 130 pavilhões e um diversificado programa cultural que, pela primeira vez, chamou aos jardins do Palácio de Cristal várias figuras internacionais.

Com o circuito dos pavilhões reajustado, este ano, para que nenhum ficasse situado para lá da Capela de Carlos Alberto, a feira conseguiu ainda cumprir uma das prioridades definidas pela autarquia – “o respeito” pelos jardins do Palácio de Cristal, que têm sido alvo de um processo de recuperação.

A Feira do Livro do Porto é organizada exclusivamente pela Câmara do Porto desde 2014, depois de terem sido rompidas as negociações para que que, como era habitual, a APEL – Associação Portuguesa e Editores e Livreiros participasse na organização. Desde então, e ainda sob a batuta do vereador da Cultura, entretanto falecido, Paulo Cunha e Silva, que a feira foi encarada pelo município mais como um festival literário, com forte programação cultural, do que como um evento com carácter mais comercial.


Segue-nos...

Notícias relacionadas