Seu Jorge abre Queima das Fitas 2018 do Porto que tem orçamento reforçado

“Este ano aumentamos ligeiramente o orçamento, fruto também da nova Queima das Fitas que estamos a presentar à cidade”, disse o presidente da FAP João Pedro Videira, em entrevista à Lusa no âmbito da 40.ª edição da Queima das Fitas do Porto, que este ano abre com o concerto do brasileiro Seu Jorge, terminando no sábado, dia 12, com Dizzee Rasca.

O orçamento da Queima das Fitas do Porto ronda entre um e dois milhões de euros, mas em 2018 há um reforço de “alguns milhares de euros”, porque a FAP quis apostar numa “visão de sustentabilidade”, com preocupações ambientais e “uma visão para a juventude”, explicou à Lusa o presidente da FAP.

“Vamos introduzir este ano o copo reutilizável (vai ter custo de um euro, em que 50 cêntimos são devolvidos quando se devolver o copo), aumentamos o conforto no recinto das noites da Queima das Fitas, reduzimos 40% as casas de banho individuais que não estão ligadas ao saneamento para aumentarmos nas casas de banho que estão diretamente ligadas ao saneamento público”, descreveu João Pedro Videira.

Os transportes públicos também vão aumentar “em cerca de 25%”, acrescentou aquele dirigente académico.

A própria Metro do Porto já anunciou que vai reforçar a operação para a Queima das Fitas, com as linhas Azul (A) e Amarela (D) a circular durante a noite da Serenata e no dia do cortejo.

“Nas restantes noites da Queima das Fitas, e como forma de assegurar a ligação entre a baixa do Porto e o ‘Queimódromo’, estas duas linhas antecipam a sua entrada em funcionamento”, refere a Metro.

Segundo a FAP, a Queima das Fitas do Porto 2018 vai ser a “primeira queima em Portugal” a ter o “Sê-lo verde”, uma iniciativa do Ministério do Ambiente e do Fundo Ambiental, cujo objetivo é promover a adoção de “boas práticas ambientais nos grandes eventos, através de financiamento de medidas verdes adotadas nos espaços, referiu João Pedro Videira, salientando que este ano são aguardados entre “150 mil a 170 mil participantes” no total dos dias do evento.

A Serenata Monumental de 2018, que está marcada para começar às 00:01 de domingo, dia 06 de maio, vai este ano deslocar-se para o largo junto à Cadeia da Relação, na Cordoaria, em vez de ser na Avenida dos Aliados, local onde tradicionalmente se comemoram as vitórias do FC Porto, informou a FAP

Questionado pela Lusa sobre como vê a alteração do local da Serenata, o presidente da FAP diz que vê com “naturalidade” e “solução ideal” que a Monumental Serenata e a Missa da Bênção das Pastas passem para outro local por razões de “segurança dos estudantes e de toda a população da cidade do Porto”.

“Por haver a possibilidade de o FC Porto poder vir a sagrar-se campeão no próximo sábado, estando dependente do resultado do ‘dérbi’ de Alvalade, optamos em conjunto com a Câmara Municipal do Porto deslocar a Serenata, que abre a Queima das Fitas, e a Missa da Bênção das Pastas, por razões e por motivos logísticos para o Largo Amor de Perdição, junto ao Jardim da Cordoaria”, onde, aliás já se realizou em 2011, referiu o presidente da FAP.

A Queima das Fitas do Porto propõe para a noite de domingo para segunda-feira no queimódromo os concertos de Capitão Fausto e Diogo Piçarra e a partir das 22:00 de segunda-feira dia 07 de maio, sobem ao palco Blaya+ e Matias Damásio.

Terça-feira, dia de cortejo dos alunos pelas ruas da cidade do Porto, é o dia para os músicos Quim Barreiros e Rosinha atuarem no palco do Queimódromo. Na quarta-feira sobem ao palco Jojo Todinho e Calema.

Jay Hardway, Headhunterz (10 de maio), Valas, Xutos e Pontapés (11 de maio) e Wet Beg Gang e Dizzee Rasca (12 de maio), encerram a programação musical do evento dos estudantes do Porto.

O preço do passe geral é de 56 euros e os ingressos diários variam entre oito e os 12,5 euros.

Segue-nos e partilha:

Notícias relacionadas