PORTO: Seguranças acusados de agredir cliente em bar

Três seguranças começam hoje a ser julgados no Tribunal de São João Novo, no Porto, por alegadas agressões, em 2013, a um cliente do bar onde exerciam funções de forma ilegal, deixando-o com sequelas graves e permanentes.

Além destes três arguidos, acusados de homicídio qualificado na forma tentada, roubo e exercício de segurança ilícita, o processo envolve uma quarta arguida, proprietária do bar, no Porto, por coautoria em exercício de segurança ilícita.

Segundo a acusação, a que a Lusa teve acesso, a 05 de agosto de 2013, cerca das 13:00, num bar do Porto, durante o evento “Lotus After House”, os arguidos, que exerciam segurança ilícita no estabelecimento, agrediram um cliente a socos e pontapés, deixando-o em coma durante um mês.

Misturados com os clientes, os arguidos, com idades entre 28 e 48 anos, só intervinham em caso de distúrbios, porque exerciam funções de segurança sem uniforme e cartão profissional, refere o Ministério Público.

Um dos arguidos, tido como o chefe de segurança, reconheceu um cliente, com quem se tinha desentendido seis anos antes, decidindo ajustar contas, adianta.

Assim, este arguido e dois outros seguranças abordaram a vítima de 42 anos e agrediram-no a socos e pontapés na cabeça, depois de o empurrarem para fora do estabelecimento.

Após o deixarem inconsciente, abandonaram-no no chão, na via púbica, e roubaram-lhe um telemóvel, um cordão em ouro e documentos pessoais, acrescenta a acusação.

Transportado para o Hospital Santo António, onde esteve em coma durante um mês, a vítima ficou com sequelas permanentes, nomeadamente com uma perturbação psíquica, lentidão de pensamento, impulsividade, mudança de personalidade e diminuição de energia.

“Ficou com afetação grave e permanente da saúde psíquica com repercussões graves na capacidade de trabalho”, salientou a acusação.

Por esse motivo, a vítima está já reformada por invalidez dado ter ficado com limitações na fala, condução, locomoção, memória e relação afetiva.

O julgamento, com início agendado para as 09:30, deverá decorrer durante todo o dia.

Notícias relacionadas