Este Pai Natal está de serviço todo o ano numa rua portuense

Nostalgia! É este o sentimento de muitos portuenses quando passam pelo Pai Natal que está imortalizado num azulejo colorido situado na Rua de Cedofeita.

Não se trata apenas de mais um pedaço de parede adornado na nossa cidade invicta. Trata-se da única memória de um antigo armazém de brinquedos que alimentou os sonhos e a magia natalícia de muitas crianças da cidade.

Este é o Painel de azulejo alusivo ao desaparecido “Bazar dos Três Vinténs”, que esteve estabelecido naquele edifício.

Este painel foi pintado por F. Gonçalves (activo entre c. 1954 e c. 1978) e produzido na Fábrica do Carvalhinho, em Vila Nova de Gaia, como podemos ler na base do mesmo. O “Bazar dos Três Vinténs”, era uma grande loja onde se comercializavam brinquedos, numa época bem anterior aos Hipermercados, ou “lojas dos Chineses”.

Bazar dos Três Vinténs situava-se na Rua de Cedofeita, nºs 88-96 e dispunha de um catálogo de novidades anual, com os preçários dos artigos à venda.Abriu na década de 80 do século XIX e encerraria portas, na década 80 do século XX.No catálogo de 1952 e de 1953, contém um artigo designado ” O Pequeno Jardineiro”, cuja descrição se assemelha às construções de brinquedos feitos em cartão.Foi um bazar de referência na cidade, a par do Bazar do Porto, e já não existem ambos.

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas