«Conseguiria viver com 300 euros por mês?Quer ir viver para minha casa? Quer trocar comigo?»

Marcelo Rebelo de Sousa foi esta sexta-feira confrontado por uma cidadã enquanto visitava a Feira do Livro no Porto, tendo interrompido o protocolo para ouvir as queixar da mulher.

“Porque é que o Presidente não nos ajuda? Quem manda é o Presidente ou o governo? Porque é que eu tive de assistir ao suicídio de um colega há uma semana? Porque é que nos tiram as tripas e temos de pagar tudo? Porque é que ajudam a TAP e os hotéis e a nós que somos microempresários não nos ajudam?”, questionou a mulher.

Em resposta, o Presidente da República disse que quem faz as leis é o parlamento e apontou baterias para o governo. “Porque os portugueses votaram neste governo. Diga aos portugueses para votar noutro governo”, ripostou.

Insistente, a mulher pediu “uma atitude em nome do povo” e chamou o salário mínimo para a conversa. “O salário mínimo continua em 530 euros. Era o que eu ganhava quando tinha 15 anos. Noutros países é superior a 1000. Agora com a pandemia é 300 euros. Quer viver com 300 euros por mês? O Presidente conseguiria? Quer ir viver para minha casa? Quer trocar comigo?”, questionou.

Marcelo franziu a sobrancelha e não deu qualquer resposta.

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas