Proteção Civil alerta para risco de ocorrência de cheias nas zonas ribeirinhas

A Proteção Civil Municipal informa que o agravamento e as previsões das condições meteorológicas podem conduzir à ocorrência de cheias nas zonas ribeirinhas do Porto, durante as próximas horas. Os locais historicamente mais vulneráveis como a Ribeira, Miragaia e Cais do Ouro podem vir a ser afetados.

Na sequência de um comunicado hidrológico emitido pela Capitania do Porto do Douro, que aponta o nível Laranja no alerta de cheias no estuário do rio Douro e nas albufeiras de Crestuma, Carrapatelo, Bagaúste, Valeira e Pocinho, o serviço municipal de Proteção Civil apela “à maior prudência e à tomada de todas as precauções possíveis”.

De acordo com a informação disponibilizada pela capitania, “é esperada ocorrência de chuva forte e persistente na generalidade da bacia hidrográfica do Douro”, o que associado a uma elevada quantidade de água proveniente de Espanha, bem como ao agravamento do estado do mar, com a consequente dificuldade na capacidade de escoamento na zona da foz do Douro, “irá refletir-se num aumento dos caudais e consequentemente das cotas ao longo de todo o rio Douro, antecipando-se a probabilidade de em 9 ou 10 de fevereiro a água atingir uma cota acima do Postigo do Carvão/Cais do Ouro”.

Face a este cenário, é solicitada especial atenção durante as preia-mar dos dias 9 e 10, amanhã e quarta-feira, que poderão provocar inundações por transbordo de linhas de água nas zonas historicamente mais vulneráveis.

Nesse sentido, os moradores e proprietários de estabelecimentos em Miragaia, já foram contactados pela Proteção Civil Municipal para, preventivamente, retirarem as viaturas estacionadas naquela zona.

Preias-mar:

  • Dia 9 de fevereiro às 13h33 – altura da maré 3,1m;
  • Dia 10 de fevereiro às 01h50 – altura da maré 3,3m;
  • Dia 10 de fevereiro às 14h20 – altura da maré 3,2m.

A Câmara do Porto, através do Pelouro dos Transportes, Fiscalização e Proteção Civil e a Capitania do Porto do Douro/Centro de Previsão e Prevenção de Cheia, estão a acompanhar a evolução da situação, apelando às populações das zonas ribeirinhas para que se mantenham vigilantes e informadas.

Consulte ao pormenor os efeitos prováveis deste agravamento meteorológico e as medidas de prevenção que deve tomar, através do AVISO 06/2021.

Em caso de emergência contacte o 112 ou o Batalhão de Sapadores Bombeiros do Porto através do número 225 073 700.

Fonte: Porto.pt

Notícias relacionadas