PJ desmantela grupo de assaltantes “muito violentos” no Grande Porto

A Polícia Judiciária (PJ) garantiu esta terça-feira ter desarticulado um grupo criminoso “muito violento” associado a quatro roubos à mão armada na Área Metropolitana do Porto entre finais de novembro e inícios de dezembro.

Em comunicado, a PJ diz que deteve três elementos do grupo, com idades entre 21 e 23 anos, numa operação realizada na segunda-feira em colaboração com a PSP e no âmbito de um inquérito titulado pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Vila Nova de Gaia.

A operação incluiu a realização de nove buscas em residências dos suspeitos e de familiares, “obtendo-se matéria probatória relevante da sua compartição nos factos em investigação, designadamente a recuperação de objetos, bens e valores provenientes dos roubos efetuados à viatura de transporte e distribuição de tabaco e ao estabelecimento de ourivesaria”.

Entre 25 de novembro e 07 de dezembro, detalha a PJ, “os três detidos praticaram dois roubos de veículos automóveis, durante a madrugada, que foram utilizados para o assalto a uma viatura de transporte e distribuição de tabaco e um estabelecimento de ourivesaria, ambos ocorridos na comarca Vila Nova de Gaia”, distrito do Porto.

Um dos veículos roubados foi incendiado, após ter sido utilizado nos crimes, e o outro foi recuperado durante a investigação.

A PJ associa os três homens agora detidos a um grupo com mais três pessoas que, em fins de 2019, consumaram duas dezenas de roubos e sequestros, um dos quais visando estudante universitário, que ficou sem 25 mil euros, e outro tendo por alvo um taxista que acabou colocado na bagageira do veículo e abandonado na área de Vila Nova de Gaia.

Fonte: LUSA

Notícias relacionadas