São poucos os atores que interpretam o genuíno sotaque portuense como este lisboeta. Bravo!

O carisma e o sotaque portuense da Vizinha do Porto, fazem desta personagem, soberbamente interpretada por este ator, uma das mais queridas do público do Norte.

Recorda, neste vídeo, da rubrica Invicta Comedy da Rádio Portuense, um pequeno resumo da sua brilhante carreira:

Quando tinha seis anos, Joaquim Monchique participou numa festa da escola e ouviu os primeiros aplausos. Nesse dia também houve risos, porque estava vestido de coelho e recitava um poema. Desde então ficou viciado em palco e a comédia. Estudou teatro e tornou-se actor residente do Teatro Aberto, onde experimentou com os dramas de Jim Cartwright, Bernard Marie Kóltes ou Sam Shepard.

Seguiram-se os “anos La Féria” – como o próprio Monchique lhes chama – a comédia e a criação de “cromos” – quem não se lembra das personagens “Compadre Alentejano” ou de “Maria da Luz”, a senhora da casa de banho de A Grande Noite?

O carisma e o sotaque portuense da Vizinha do Porto, faz desta personagem, soberbamente interpretada por este ator, uma das mais queridas do público do Norte. Irrepreensível a pronúncia tripeira de Joaquim Monchique na criação desta personagem. Bravo!!

Notícias relacionadas