Motoristas de matérias perigosas marcam nova greve

Os motoristas de matérias perigosas marcaram uma nova greve após falha nas negociações, segundo avança a TSF.

De acordo com a mesma fonte, o sindicato dos motoristas de matérias perigosas acusa a ANTRAM de mentir em relação ao valor proposto, fixado nos 700 euros.

“É totalmente falso”, afirmou Pedro Pardal Henriques em entrevista à rádio.

“Estamos determinados para já a romper com as negociações da forma como estão a avançar com uma greve no dia 23 de maio, por tempo indeterminado”, rematou.

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas