Matou a mãe e escondeu o corpo em casa durante 15 dias em Gaia

Uma mulher de 48 anos asfixiou a mãe até à morte há cerca de 15 dias e esta quinta-feira dirigiu-se à esquadra para confessar o crime. 

O cadáver da septuagenária foi mantido em segredo na habitação partilhada pelas duas mulheres, um apartamento na Rua capitão Salgueiro Maia, em Vilar de Andorinho, Vila Nova de Gaia. E o homicídio só foi descoberto na quinta-feira, quando Sónia se deslocou à esquadra da PSP de Cedofeita, no Porto, e confessou o crime.

“Estranhei que o tapete da entrada do apartamento estivesse desarrumado e, na semana passada, tentei falar com ela. Telefonei-lhe e toquei à campainha, mas ninguém me atendeu”, referiu uma vizinha citada pelo Jornal de Notícias (JN)

Segundo o JN, vários moradores afirmaram que a alegada homicida maltratava e agredia a mãe que negava sempre os abusos da filha e lhe perdoava os ataques. 

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas