Feto de quatro meses encontrado em ETAR de Espinho

O cadáver de um feto de quatro meses foi encontrado numa ETAR de Espinho que se destina ao tratamento das águas residuais de Paramos. O caso foi reportado à PSP e a investigação continua por mais da Polícia Judiciária.

O feto, ao que tudo indica, foi encontrado pelos funcionários da ETAR, que é gerida pelas Águas do Centro Litoral, pertencente ao grupo de Águas de Portugal.

Segundo o Diário de Notícias, uma fonte da Câmara Municipal de Espinho em declarações à Lusa disse “tratar-se de um feto de, aproxidamente, quatro meses, masculino, aparecido nos circuitos interiores da ETAR”. O caso, reportado à PSP local, foi entregue à Polícia Judiciária que segue com a investigação.

Ainda segundo a mesma fonte, sabe-se que uma fonte oficial da empresa de águas adiantou à Lusa que “o feto foi encontrado na zona de entrada do esgoto na ETAR, onde existe uma grande que retém os resíduos sõlidos de maior dimensão”.

Sabe-se que os funcionários da ETAR fazem limpezas regulares naquela zona e terá sido numa dessas limpezas que o feto foi encontrado, juntamente com outros resíduos habituais que chegam ao local.

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas