Entre janeiro e fevereiro Maia registou 57 denúncias por violência doméstica

Em comparação a 2020, foram registadas na Maia menos 21 ocorrências por violência doméstica.

Nos meses de janeiro e fevereiro de 2021, foram participadas à GNR e à PSP 57 denúncias por crimes de violência doméstica na Maia. Destas 57 denúncias, 10 tiveram lugar junto da GNR e 47 junto da PSP.

Segundo as autoridades, no período homólogo de 2020, este número foi de 78 (seis na GNR e 72 na PSP). Significa então que, neste período em específico, existiram menos 21 ocorrências por violência doméstica de um ano para o outro. Em 2020 a GNR recebeu 54 denúncias deste tipo e a PSP registou 403.

A APAV apoiou 103 vítimas na Maia.

A APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima – tem como missão o apoio à vítima prestando-lhe serviços de qualidade e rege-se, entre outros, pelo princípio da não descriminação em função do género, raça ou etnia, religião, orientação sexual, idade, condição sócio económica, nível de escolaridade, ideologia ou outros.

A APAV apoiou no ano passado mais de 13.000 vítimas diretas de mais de 19.600 crimes e outras formas de violência e recebeu uma média de 38 chamadas por dia. Destes quase 20 mil crimes, 14.854 foram de Violência Doméstica.

Os serviços prestados são gratuitos e confidenciais. 

  • Linha de Apoio à Vítima: 116 006 (chamada gratuita, dias úteis 09h-21h)
  • www.apav.pt
  • apav.sede@apav.pt

Também a Cruz Vermelha da Maia tem um Gabinete de atendimento a vítimas, cujo objetivo é dar resposta às vítimas de violência doméstica, assegurando apoio, acompanhamento, aconselhamento e encaminhamento.

O crime de violência doméstica em Portugal assume a natureza de crime público, o que significa que o procedimento criminal não está dependente de queixa por parte da vítima, bastando uma denúncia ou o conhecimento do crime, para que o Ministério Público promova o processo.

FONTE: Notícias Maia

Notícias relacionadas