Trabalhadores da cervejaria Galiza em protesto

Mais de uma dezena de trabalhadores da cervejaria Galiza manifestaram-se esta quinta-feira à porta do estabelecimento, no Porto, para exigir “a rápida decisão do tribunal”, após o senhorio recusar pagar 250 mil euros, e garantindo que estão “prontos para trabalhar”.

“Queremos que a cervejaria reabra e seja entregue à pessoa que ofereceu uma proposta razoável para ficar com o estabelecimento. Não queremos que seja entregue ao senhorio, que quer ficar com isto a custo zero e sem o pessoal”, afirmou, em declarações à Lusa, António Matos Lopes, um dos trabalhadores da histórica cervejaria do Porto.

A 22 de Março, o Tribunal de Comércio de Vila Nova de Gaia ditou o encerramento da cervejaria Galiza após o senhorio ter acionado o direito de preferência que lhe foi concedido pelo administrador de insolvência. Dias mais tarde, o senhorio viria a recusar pagar os 250 mil euros definidos pelo tribunal, argumentando que só assinaria a transmissão do estabelecimento se esta fosse gratuita.

Redação: Lusa

Notícias relacionadas