Covid-19. Os concelhos que avançam ou que recuam no desconfinamento

Os concelhos de Arganil e Lamego vão recuar no processo de desconfinamento, anunciou esta quinta-feira Mariana Vieira da Silva, ministra de Estado e da Presidência, em conferência de imprensa.

No panorama nacional, a ministra destaca “um decréscimo muito significativo” dos níveis de incidência de casos de covid-19.

Resende não avançará, ao contrário dos concelhos de Cabeceiras de Basto, Carregal do Sal e Paredes.

No total, há agora 12 concelhos em alerta, menos 11 face à semana anterior. Dos 23 que estavam constavam desta lista na semana passada, saíram 14, mantiveram-se cinco e sete juntam-se à lista a partir desta semana. Os 12 concelhos são:

  1. Albufeira
  2. Alvaiázere
  3. Castelo de Paiva
  4. Fafe
  5. Golegã
  6. Melgaço
  7. Montalegre
  8. Odemira
  9. Oliveira do Hospital
  10. Torres Vedras
  11. Vale de Cambra
  12. Vila Nova de Poiares

Sobre os recuos dos concelhos que passam dos 120 casos por 100 mil habitantes, Mariana Vieira da Silva disse que o Governo tem procurado, nesses casos, “focar nos problemas e testar de forma significativa para poder isolar rapidamente”, em vez de os fazer recuar no processo de desconfinamento.

“Há muitos mais concelhos a sair do que a entrar no estado de alerta. Há concelhos da região Centro ou Norte onde foi possível com rápida ação fazer testes de forma alargada e fazer com que a descida de casos seja tão rápida como a subida”, concluiu

Notícias relacionadas