Semana cultural da cidade do Porto

O Cartaz Cultural desta semana inicia-se com:

  • Palco para toda a obra – com Ángela Diaz Quintela”, a decorrer de setembro a dezembro de 2021, no Campo Alegre e Rivoli.

Ao longo deste evento tudo pode acontecer. Pode ser uma oficina, mas não se trata apenas disso. Pode até ser uma simples conversa. É sim sobre a descoberta dos bastidores e do palco, da montagem e do ensino, da obra ao artista. Ángela Diaz Quintela propõe às crianças dos 8 aos 12 anos, uma descoberta pela experiência, pela construção e pelos espetáculos.

  • Dia 15 de setembro pode assistir, no Super Bock Arena, a um momento de humor entre Carlos Vidal e Zé Pedro. Trata-se de um evento no âmbito da “Comedy Club”, que estará no Pavilhão Rosa Mota entre Setembro e Outubro com muitos dos nomes ligados ao humor. O evento de dia 15, com Carlos Vidal e Zé Pedro tem um valor de 10 euros e a atuação será pelas 21 horas.
  • Ainda no dia 15 de setembro tem, também, “Confluências luso-romenas – recital de Piano”, na Casa da Música pelas 19h30. O seu valor é de 10 euros e está classificado para maiores de 6 anos.

Neste recital, vai comemorar a presença destes artistas no Porto, através de obras significativas de música para piano de outros países.

  • De 16 de setembro a 3 de outubro pode assistir a “Ai a minha filha”, uma peça de teatro com Erika Mota, Carlos Cunha, Miguel Ribeiro, Lígia Ferreira e Carla Janeiro. Este evento acontece pelas 20h30 nos dias 16 a 25 de setembro, pelas 16h30 nos dias e 19 e 26 de setembro. Já no mês de outubro decorre pelas 20h30 nos dias 1 e 2 e no dia 3 de outubro pelas 16h30. Esta peça tem um valor de 10 euros e está classificado para maiores de 12 anos e acontece no Teatro Sá da Bandeira.
  • Dia 16 e 17 de setembro tem “Filipe Pereira – Arranjo Floral”, no Campo Alegre pelas 19h30. O seu preço é de 7 euros e está classificado para maiores de 12 anos.

O coreografo e bailarino Filipe Pereira apresenta “Arranjo Floral”, numa conferência-performance sobre um artista nascido em Fátima. Acompanhado por flores, coreografias e histórias, este artista propõe uma reflexão sobre quanto do nosso passado está em tudo o que nós fazemos, quanto do destino está escrito e quanto está nas nossas próprias mãos.

  • Nos dias 16, 17 e 18 de setembro pode assistir a um evento de “Susana Chiocca – Bitcho às escâncaras”, pelas 21 horas nos dias 16 e 17, no Campo Alegre. A sessão de dia 18 é online, através do site do Teatro Municipal do Porto. Sendo assim, o evento presencial tem um valor de 7 euros e o evento online de 3,50 euros e está classificado para maiores de 12 anos.

A sessão online estará disponível a partir das 17 horas do dia 18 até às 23h59 do dia 19 de setembro. Este é um projeto de música e performance que surgiu em 2012 numa colaboração com vários artistas que promete surpreender.

  • O dia 17 de setembro reserva “Understage – Scolari”, no Rivoli pelas 22 horas. Este evento tem um valor de 7 euros e está classificado para maiores de 16 anos.

“Scolari” remonta a meados de 2019, num convite para juntar Jazz, noise e drone em estúdio. “Scolari” retrata António Silva, Bruno Pereira e Luís Vicente num diálogo marcante e exploratório entre ideias e conceitos que são comuns aos três, como ruído/silêncio, abstrato/concreto, melódico/dissonante, amargo/doce.

  • O hotel M.Ou.Co recebe os “X-Wife”, pelas 21 horas, no dia 17 de setembro. O concerto acontece pelas 21 horas, tem um preço de 15 euros e está classificado para maiores de 6 anos.

Os X.Wife estão praticamente à sete anos sem lançar um álbum e, por isso, a expectativa para este concerto é elevada.  Ainda assim, prometem surpreender tudo e todos com a atuação e realizar uma passagem obrigatória pelos seus antigos trabalhos.

  • A terminar o dia 17 de setembro “Zefiro Torna: uma degustação de vinho musical”, pelas 19h30 na Casa da Música. Este evento tem um valor de 30 euros.

Uma noite que será dividia entre a degustação de vinho, acompanhado por música clássica que fazem qualquer pessoa viajar até outros tempos e outros séculos.

  • Dia 18 de setembro “A canção da terra apresentada pela Orquestra Sinfónica do Porto da Casa da Música”. Este evento decorre na Casa da Música pelas 18 horas, o seu valor é de 14 euros.

O vinho tem sido desfrutado e celebrado a par com a música, não estivéssemos na altura das vindimas. Neste concerto, três obras de compositores vão evocar essa ligação de diversas formas surpreendentes.

  • “John Black Wolf e The Banits”, estarão no Hard Club no dia 18 de setembro pelas 21h30. O seu valor é de 12,50 euros e está classificado para maiores de 7 anos.

Diogo Lima é um músico portuense que se apresenta como John Black Wolf e estreou o seu primeiro disco em 2019. Este concerto será uma passagem pelos efeitos sonoros do Rock, Americana, Heartland Rock e Blues.

  • Também no dia 18 de setembro “Chiado Comedy Club” está de regresso ao Teatro Sá da Bandeira para mais uma noite de humor negro. Este evento decorre pelas 21h30, está classificado para maiores de 16 anos e tem um valor de 8,50 euros.
  • Tim apresenta “20-20-20” no Coliseu do Porto, pelas 22 horas do dia 18 de setembro. O seu preço varia entre os 18 e os 90 euros e está classificado para maiores de 6 anos.

Um trabalho em nome próprio de um dos maiores nomes da música Portuguesa. “Tim 20-20-20” promete uma cenografia cuidada e com muitas surpresas à mistura.

  • Ainda no dia 18 de setembro Rodrigo Teixeira apresenta os seus dotes ao piano, pelas 17 horas no Rivoli. O seu preço é de 5 euros e está classificado para maiores de 6 anos.

Rodrigo Teixeira é um novo talento que coleciona já vários prémios nacionais e internacionais e vai agora apresentar o seu trabalho ao piano no Rivoli.

  • Ainda no dia 18 de setembro pode assistir a “Paisajes para no colorear”, no Teatro Carlos Alberto pelas 19 horas. O seu preço é de 10 euros.

O encontro internacional de Arte e Comunidade está de volta à cidade do Porto, com o “risco” como tema. “Paisajes para no colorear” é uma produção chilena que retrata depoimentos de raparigas que foram vítimas de atos de violência.

  • Passando para o dia 19 de setembro “Rastro” estará na Casa das Artes pelas 16 horas e 18 horas.

“De volta à praça” é o nome deste projeto, que incorpora “Rastro” e une o Teatro Nacional São João ao Coliseu do Porto, assim como vários outros municípios do Norte de Portugal. “Rastro” é um espetáculo entre a dança e a acrobacia, que usa o arrojo de 1 trator como elemento coregráfico, numa apresentação que quer pensar a relação entre o corpo e a máquina, mas também a ligação com o rural e o urbano,

  • O dia 19 reserva um evento para os mais pequenos. “Grilis em Paris” estará pelas 10h30 e 15h na Casa da Música. Os bilhetes têm um valor de 10 euros (adulto e criança) e de 7,50 euros (segundo acompanhante).

Os grilos cantantes continuam desejosos de acompanhar os mais pequenos nesta aventura em Paris, numa visita aos locais mais icónicos da cidade.

  • O dia 19 tem ainda “O vinho do amor – com o coro Casa da Música”, pelas 18 horas na Casa da Música. Este evento tem um valor de 10 euros.

Aqui contrapõem-se uma obra escrita para apenas 8 instrumentos e 12 vozes. A dramaturgia coloca o público no centro da teatralidade da obra, a par da narrativa de dois amantes enfeitiçados e também de um outro plano.

  • “Os músicos do Tejo e Eduardo Paniagua – 500 anos da viagem de Magalhães”, estará no Coliseu do Porto no dia 20 de setembro pelas 21 horas. O seu preço é de 16 euros e está classificado para maiores de 6 anos.

O Coliseu do Porto recebe o concerto comemorativo dos 500 anos da 1ª viagem de circum-navegação. Um concerto que junta em palco os portugueses “Os músicos do tejo”, e os espanhóis “Música Antigua”.

  • O dia 21 de setembro apresenta “Quarteto de cordas de Matosinhos”, pelas 19h30 na Casa da Música. Este evento tem um valor de 6 euros e está classificado para maiores de 6 anos.

Neste espetáculo será feita uma passagem por Itália, Trás-os-Montes e Alemanha, um concerto surpreendente deste Quarteto de Cordas de Matosinhos.

  • A terminar o Cartaz Cultural desta semana de 21 setembro a 15 de março de 2022 “Leituras no Mosteiro” está de regresso ao Mosteiro São Bento da Vitória, num conjunto de seleções de vários artistas de várias gerações. Este evento acontece 1 vez por mês no Mosteiro São Bento da Vitória, a começar já no próximo dia 21 de setembro com “Ascenção e Queda da cidade de Mahagonny”, de Bertold Brecht, pelas 19 horas.

Notícias relacionadas