Vacina da gripe gratuita para grupos prioritários em mais de 90 farmácias do Porto

A Câmara Municipal do Porto vai assumir os custos da administração da vacina contra a gripe, que se torna gratuita para pessoas com mais de 60 anos e outras patologias crónicas em mais de 90 farmácias, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a autarquia revela que vai assumir os custos da inoculação da vacina da gripe nas farmácias comunitárias para “incentivar à sua toma”.

“Face ao contexto atual da pandemia da covid-19, a vacinação contra a gripe sazonal reveste-se de particular importância, principalmente junto de grupos da população prioritários”, salienta a autarquia, que à semelhança de 2020, volta a assumir os custos da inoculação.

A vacinação poderá ser feita em 97 farmácias do concelho do Porto.

Desde novembro que a medida já estava em vigor para os munícipes do Porto com idades entre os seis meses e 64 anos com patologias crónicas.

A recente revisão da norma da Direção-Geral da Saúde (DGS) permitirá alargar a medida às pessoas com 60 ou mais anos que poderão dirigir-se às farmácias comunitárias aderentes, sem necessitarem de prescrição médica.

“O município entendeu como justificado o alargamento do pagamento do serviço de inoculação da vacina também a este grupo da população”, refere na nota.

O alargamento contribuirá para o “descongestionamento” das unidades de saúde e incentivará a vacinação de um maior número de pessoas, “mantendo-se a premissa da prestação de cuidados às pessoas em proximidade”.

Ainda que a vacina contra a gripe seja gratuita para pessoas com 60 ou mais anos e para pessoas com patologias crónicas, o município espera que a medida tenha “um impacto positivo na proteção das pessoas e da comunidade”.

Por LUSA

Notícias relacionadas