Do teletrabalho obrigatório ao recomeço das aulas. Fica a conhecer as novas medidas.

O primeiro-ministro António Costa anunciou as atualizações nas medidas depois da reunião do Infarmed, esta quarta feira:

  • Isolamento só de positivos e coabitantes. Pessoas com dose de reforço isentas de isolamento
  • O teletrabalho vai continuar obrigatório até 14 de janeiro, sendo recomendado a partir dessa data, no âmbito das medidas de combate à pandemia de covid-19.
  • Isenção de testagem no acesso a locais ou eventos para quem tenha dose de reforço há mais de 14 dias
  • A quem não tem dose de reforço há mais de 14 dias será exigido um teste obrigatório para visitas a lares, visitas a pacientes internados em estabelecimentos de saúde, grandes eventos e eventos sem lugares marcados ou recintos improvisados, e recintos desportivos.
  • As escolas vão reabrir na próxima segunda-feira, dia 10 de janeiro, tal como estava previsto.
  • Se uma criança ficar infetada, os outros alunos da turma não terão de ficar em isolamento. Nas próximas duas semanas, docentes e não docentes vão ser testados.
  • O certificado digital continua a ser necessário no acesso a Restaurantes, estabelecimentos turísticos, espetáculos culturais, eventos com lugares marcados, ginásios.

em atualização

Notícias relacionadas