Greve deixou oito escolas primárias sem refeições no Porto

Devido a uma greve dos trabalhadores da Eurest, empresa concessionária das cantinas das escolas básicas do 1ºciclo da cidade do Porto, oito escolas não serviram refeições aos seus alunos, nesta quinta-feira.

De acordo com fonte da Câmara Municipal do Porto, o serviço de cantina não foi garantido nas escolas básicas do 1ºciclo da Torrinha, de Fernão Magalhães e do Conservatório de Música. Houve ainda outras 5 escolas, que dado o pré-aviso de greve, decidiram avisar os pais e encarregados de educação dos alunos, e não agendaram refeições para o dia de hoje.

As cinco escolas em que o serviço de refeitório não foi solicitado foram a Escola de Agra do Amial, Castelos, Lomba, Miosótis e Costa Cabral.

A paralisação foi solicitada a nível nacional pela Federação dos Sindicatos de Agricultura, Alimentação, Bebidas, Hotelaria e Turismo de Portugal para possibilitar a presença de todos os trabalhadores das empresas e setores por ela representada na manifestação da CGTP-IN, nas cidades do Porto e Lisboa.

Notícias relacionadas