“O meu mundo foi destruído por um míssil russo”, diz pai que perdeu bebé

O pai de Kira, uma bebé de três meses que morreu vítima de um ataque russo com mísseis na cidade ucraniana de Odessa, reagiu publicamente nas redes sociais, onde partilhou a história da morte da mulher e da filha.

Yuriy Glodan conta que tinha saído de casa, para comprar mantimentos, minutos antes da explosão que ocorreu numa zona residencial que vitimou a filha, a mulher e sogra. Ao ouvir o estrondo, regressou e, na entrada do seu prédio, tentou que a polícia o deixasse entrar  no edifício em chamas. Quando chegou a casa encontrou os corpos da mulher e da mãe da mesma, que tinham sido atingidos por um míssil russo.

O corpo da bebé foi descoberto mais tarde quando Yuriy regressou ao apartamento. “Ficamos tão felizes quando ela nasceu”, contou, recordando: “Estava na maternidade quando ela deu à luz. É muito difícil para mim acreditar que a minha filha e esposa não estão mais aqui. Todo o meu mundo foi destruído ontem por um míssil russo”.

Yuriy regressou a casa para salvar o que sobrou após a destruição, tendo resgatado álbuns de fotos, notas escritas à mão e o carrinho da bebé em pedaços.

Várias pessoas reagiram às mortes de três gerações, incluindo o presidente Volodymyr Zelensky que afirmou, segundo a BBC: “Parece que matar crianças é apenas uma nova ideia nacional da Federação Russa”, questionando: “A guerra começou quando esta bebé tinha um mês. Conseguem imaginar, o que está a acontecer?”

Notícias relacionadas