Capitania do Douro alerta para risco de cheias nas zonas ribeirinhas do Porto

O rio Douro poderá galgar as margens e inundar as zonas ribeirinhas do Porto, nomeadamente o Postigo do Carvão e Cais do Ouro, devendo a população tomar precauções, disse hoje à Lusa o comandante da capitania.

Tal como aconteceu há 15 dias, Rui Santos Amaral disse que as águas do rio podem subir mais do que o normal, galgando as margens do rio devido à chuva intensa, mas sem atingir a zona de Miragaia.

“Lá para segunda ou terça-feira poderemos ter uma situação em tudo idêntica àquela que tivemos há 15 dias [quando o Douro galgou as margens na Ribeira do Porto]”, disse.

Nessa altura, relembrou, as águas atingiram o Postigo do Carvão, na Ribeira, e o Cais do Ouro, mas não Miragaia.

A perspetiva de o rio transbordar hoje decorre da previsão de chuva forte e persistente na generalidade da bacia hidrográfica do Douro ao longo de hoje e amanhã, bem como do agravamento do estado do mar, com a consequente dificuldade na capacidade de escoamento na zona da foz do Douro, afirmou o capitão.

A eventualidade levou o Centro de Previsão e Prevenção de Cheias do Douro, uma estrutura que funciona junto da Capitania, a ativar o nível laranja de alerta de cheias para a albufeira de Carrapatelo e amarelo para o Estuário, bem como para as albufeiras de Crestuma, Bagaúste, Valeira, Pocinho e Torrão desde as 12:00 de hoje.

Rui Santos Amaral referiu que, ao longo do fim de semana, vão monitorizar a situação e, se for caso disso, elevar o alerta.

“As albufeiras vão encher e essa água, mais cedo ou mais tarde, vai chegar cá [zona ribeirinha do Porto], mas leva alguns dias”, sublinhou.

De acordo com o aviso à população da Proteção Civil do Porto, a “possibilidade de inundação por transbordo de linhas de água nas zonas historicamente mais vulneráveis” ocorre durante a preia-mar de hoje às 21:21 e nas de domingo às 10:04 e às 22:49.

O Instituto Português do Mar e Atmosfera (IPMA) pôs sob aviso laranja 13 dos 18 distritos de Portugal Continental, incluindo toda a costa do país, e a amarelo cinco distritos do interior devido ao mau tempo.

De acordo com o site do instituto, os distritos do litoral, incluindo todo o Algarve, estão sob aviso laranja, mas, em declarações à Lusa, fonte do IPMA disse não haver ocorrências significativas até ao momento.

Os avisos laranja devem-se sobretudo à precipitação, embora nos distritos mais a norte, Porto, Braga e Viana do Castelo, se devam também ao vento e à agitação marítima.

Fonte: LUSA

Notícias relacionadas