Rui Rio: “Nunca ninguém fez tanta frente à promiscuidade entre futebol e política como eu”

Numa cerimónia pública no Porto, o presidente do Partido Social Democrata apresentou oficialmente a candidatura de António Oliveira, ex- treinador do Futebol Clube do Porto, à Câmara de Gaia. “Não faço perseguição a ninguém por ter estado no futebol, não é por isso que ficam com um estigma para a vida toda”, disse Rui Rio.

No final da reunião com o Marcelo Rebelo de Sousa sobre a renovação do estado de emergência, Rui Rio foi questionado se “não constitui um problema” que o seu candidato à Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia seja o maior acionista a título individual e privado da SAD do FC Porto. A isto, o social-democrata respondeu: “não, e vou explicar porquê: ele nunca participou nos órgãos sociais do clube, com o FC Porto só teve contratos de trabalho, nunca usou as ações para participar na vida do clube”.

O presidente do PSD afirmou ainda que “nunca ninguém fez tanta frente à promiscuidade entre futebol e política” como ele próprio. “Não poso pôr uma pessoa proscrita para dizer que sou de uma coerência levada ao extremo e, se deu alguma vez um chuto numa bola. Nem pensar”, concluiu.

Notícias relacionadas