Diocese do Porto tem oito novos padres

O bispo D. Manuel Linda presidiu este domingo à cerimónia de ordenação de oito novos sacerdotes, com idades entre os 27 e os 57 anos, na igreja de São Lourenço, no Porto. Na homilia, desafiou os novos párocos a serem “padres abertos ao futuro”.

 O bispo do Porto presidiu ontem à ordenação de oito sacerdotes, na igreja de São Lourenço, desafiando-os a ser “padres abertos ao futuro” e capazes de trabalhar em conjunto, ao serviço das comunidades católicas.

“Se a minha geração imaginava que tinha muito claro as tarefas que devia fazer, a vós, o Espírito do Senhor pede muito mais criatividade, inovação, liderança, carisma para congregar, abertura à novidade, privilegiar do serviço em detrimento da autoridade”, referiu D. Manuel Linda, na homilia da Eucaristia, com transmissão online.

O responsável católico assumiu que este é um momento de “grande festa e profunda comoção” para a diocese, com a “preciosidade de oito novos padres que tanta falta fazem à evangelização e à vida religiosa”.

“Olho para vós e penso na novidade e beleza deste tempo e na esperançosa Igreja do futuro que vós serei chamados a construir”, disse.

O bispo do Porto assinalou que a realidade de hoje, para os sacerdotes, vai para além da vida numa paróquia, sendo desafiados a “organizar” a vida das comunidades e a viver “em vastas zonas geográficas, em múltiplas paróquias”.

Para D. Manuel Linda, a prioridade da missão dos novos sacerdotes não é a “conservação imóvel da instituição”, mas “o despertar de todo o povo de Deus para uma caminhada conjunta mediante o exercício das funções requeridas pela sua vocação batismal”.

“Ides ser expressão de uma Igreja sinodal que sabe fazer caminho lado a lado com a totalidade dos seus membros: com os diáconos, com todos os ministérios e, de forma geral, com todo o povo de Deus. E que sabe formá-los para isso, animá-los e enviá-los”

O bispo do Porto agradeceu a “disponibilidade e liberdade professadas” pelos novos padres, sublinhando que “quem anuncia uma mensagem que não é sua, mas de Jesus, não pode apoiar-se em mais nada que não seja no seu amor”.

Na igreja de São Lourenço, também conhecida por igreja dos Grilos, foram ordenados seis sacerdotes formados no Seminário Maior do Porto – Davide Emanuel Almeida da Costa, de 27 anos, natural de Vale de Cambra; Edgar Manuel Ferreira Leite, 27 anos, Felgueiras; José Pedro de Magalhães Novais, 31 anos, Marco de Canaveses; Leonel Fernando Gonçalves da Rocha, 34 anos, Porto: Luís Delindro Gonçalves, 32 anos, Gondomar e Luís Filipe Menéres de Faria Lencastre, 32 anos, Porto – e dois no Seminário Diocesano Missionário ‘Redemptoris Mater’ – Carlos Mauricio Sacta Llivisaca, de 35 anos, natural do Equador, e Marcos de Sousa e Silva, brasileiro de 57 anos.

FONTE: ECCLESIA

Notícias relacionadas