Rua D. Afonso Henriques, na zona da Areosa, passa a ter sentido único

A Rua de D. Afonso Henriques passou a ter sentido único descendente entre a Rua das Oliveiras e a Estrada da Circunvalação, na zona da Areosa, em Gondomar, desde sábado.

Tendo em conta a requalificação das vias urbanas na zona envolvente ao Mercado da Areosa, o Município de Gondomar deu início à implementação de um período piloto, com vista a testar as alterações de trânsito previstas para a rua D. Afonso Henriques – uma das principais artérias na envolvente do mercado.

Respeitando as conclusões obtidas no estudo de mobilidade encomendado pelo Município, já tinham sido apresentadas a 1 de janeiro de 2021, algumas alterações nos sentidos de trânsito na zona envolvente ao Mercado da Areosa, como pode rever aqui. A estas alterações soma-se agora:

  • a alteração ao trânsito na rua D. Afonso Henriques – com a implementação de ter sentido único descendente, no troço entre a Estrada da Circunvalação e a rua das Oliveiras (sendo que, durante este período piloto, o sentido contrário será desviado pela rua Heróis da Pátria, rua das Arroteias e rua das Oliveiras);
  • a introdução de lugares para cargas e descargas;
  • a possibilidade de ocupação provisória da via suprimida para esplanadas e espaços de descanso.

A Câmara Municipal de Gondoamr refere que “esta intervenção tem como principal objetivo a promoção da mobilidade urbana multimodal e sustentável, através da melhoria das condições de circulação para peões (em termos de segurança e conforto), contribuindo para a recuperação do parque edificado adjacente, para a modernização do comércio local e para o reforço do papel de transporte público.”

A estratégia delineada para este novo sistema de mobilidade assenta em quatro eixos fundamentais:

  • Na melhoria do serviço de transporte público, através da materialização de uma interface no cruzamento da Areosa, reduzindo a distância para os passageiros entre paragens de transbordo;
  • No reforço dos fluxos em torno do Mercado da Areosa, contribuindo para o fortalecimento desta centralidade e para o aumento da procura das casas comerciais;
  • Na promoção da ligação entre as principais áreas comerciais, materializando uma rede pedonal de qualidade, acessível e inclusiva;
  • Na reorganização da rede rodoviária, apoiada na alteração de sentidos de trânsito e na introdução de um sistema direcional que permita a organização da circulação de veículos na zona e o alargamento dos passeios.

Notícias relacionadas