Centro para a Transição Energética do Porto pretende acelerar neutralidade carbónica

Está de portas abertas nas instalações do Porto Innovation Hub o quarto pilar do Acelerador para a Transição Energética do Porto. O novo centro, que actua em harmonia com a promoção do desenvolvimento de soluções de tecnologia em áreas como a produção descentralizada, a mobilidade elétrica e a iluminação pública, quer envolver parceiros e sociedade na chamada de atenção para a relevância da transição energética na batalha das alterações climáticas.

Nascido de uma parceria entre o Município do Porto, a E-REDES e a Agência de Energia do Porto, após um memorado de entendimento assinado em 2020, o espaço aparece para demonstrar as tecnologias desenvolvidas no acelerador sob o manto de um futuro digital, que se erige pela transição energética, por cidades, casas e redes inteligentes.

Entre os objectivos está a disponibilização de um local onde se informa sobre a evolução das redes e das cidades inteligentes, pretendendo explicar o percurso existente e difundir as soluções desenvolvidas pelas três entidades promotoras do projecto, em áreas como a produção descentralizada, a optimização do carregamento para a mobilidade eléctrica e a iluminação pública.https://www.youtube.com/embed/lQnXLm7HStE?feature=oembed

Em visita ao centro no Porto Innovation Hub, o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, e o vice-presidente com os pelouros da Inovação e do Ambiente, Filipe Araújo, estiveram ladeados pelo administrador da E-Redes, João Martins de Carvalho, pelo director da Agência de Energia do Porto, e pelo gestor do projeto do Acelerador para a Transição Energética do Porto, Ricardo Jorge Santos.

Notícias relacionadas