Greve originou Linha Vermelha do Metro do Porto sem ligações

A Linha Vermelha, que inicia na Póvoa de Varzim, é aquela que percorre distância maior até chegar ao Porto. Esta Quarta-feira de manhã, não circulou nenhuma composição, causando forte transtorno nos utentes, que não tiveram outras opções, por não existirem serviços mínimos.

Na estação da Senhora da Hora notaram-se também os “estilhaços” grevistas. Tendo em conta informações do “Jornal de Notícias”, que esteve no local, apenas pelas 9 h e 45 min, se avistou uma composição (rumo ao Estádio do Dragão).

A greve de ontem, convocada pelo Sindicato dos Maquinistas (SMAQ), deixou a área metropolitana sem serviços mínimos (segundo informou a Metro do Porto).

No pré-aviso de greve, a 12 de Julho, o SMAQ informou que a greve decorreria até às 00.00 horas de 31 de Julho.

Os maquinistas em greve, para além de outos aspectos, exigiam a diminuição do tempo máximo de serviço em cada uma das partes de um serviço, a inserção no Acordo de Empresa da rotação de folgas em vigor e a atualização da tabela salarial, com efeito a 01 de janeiro de 2021.

O sindicato referiu ainda não ter solicitado serviços mínimos por “entender haver alternativas suficientes nos transportes coletivos na área geográfica abrangida pelo serviço da Metro do Porto”.

Notícias relacionadas