Hospital S. João é reconhecido como o mais relevante em responsabilidade social

Numa lista habitualmente liderada por marcas comerciais, a resposta à pandemia veio alterar a ordenação. Segundo um estudo elaborado pela consultora OnStrategy, quando pensam em responsabilidade social, hoje os portugueses pensam nos hospitais. E, no topo das preferências, está o Hospital S. João como a marca mais relevante.

Em 100 pontos totais, a unidade hospitalar do Porto conquistou 81,9 na avaliação de atributos como notoriedade, admiração, relevância, confiança, preferência e recomendação. O estudo anual “RepScore” incluiu mais de 40 áreas de atividade, colocando o setor da saúde em destaque pela primeira vez.

Pedro Tavares, diretor executivo da OnStrategy afirma que “Verificamos que o ano de 2020 penalizou de uma forma geral as marcas mais comerciais e colocou em destaque o setor da saúde com um conjunto de marcas que recolheram as melhores avaliações sobre a sua atuação e consequentemente sobre a reputação das mesmas na dimensão de responsabilidade social”, citado pela publicação Marketeer.

Atrás do Hospital S. João aparece o Hospital de Santa Maria, em Lisboa, e o Hospital da CUF. O top cinco do ranking inclui também o Hospital da Luz e o Hospital Lusíadas. No campo da responsabilidade social, e dentro do campo da saúde, evidenciaram-se, ainda, a Pfizer, a Fundação Champalimaud e a Cruz Vermelha.

A OnStrategy é a consultora responsável pelo Global RepScore e, avalia, desde 2009, o posicionamento e os níveis emocional e racional de reputação associados a mais de duas mil marcas em Portugal. A par da responsabilidade social, o estudo avalia outros aspetos como produtos e serviços, inovação e diferenciação, ambiente de trabalho e bem estar, liderança e visão, ou performance de negócio e financeira.

FONTE: Porto.

Notícias relacionadas